Blog

Dicas, notícias e conceitos sobre recuperação judicial de empresas

Oi prepara saída de recuperação judicial, mas continuará mais fraca do que rivais

A Oi anunciou na última terça-feira, 16, seu novo plano estratégico, considerado um passo importante para saída da operadora do processo de recuperação judicial. A empresa, que entrou com pedido de proteção na Justiça contra credores em junho de 2016, com dívidas declaradas de R$ 65 bilhões, poderá sair desse processo a partir de fevereiro, mas ainda deverá continuar mais fraca que seus concorrentes, apurou o Estado.

Quarta maior operadora do País, a Oi pretende, nesse plano, expandir sua atuação em banda larga e telefonia móvel. Para isso, porém, precisa fazer investimentos bilionários para competir de igual para igual com suas rivais Vivo, Claro e TIM. Só que, na prática, ainda não tem dinheiro o suficiente para isso e conta com a venda de ativos não estratégicos – que já levou a mercado anteriormente – para bancar a estratégia.

Diante das dificuldades financeiras que enfrentou nos últimos anos, segundo fonte a par do assunto, a companhia não investiu o suficiente em redes 4G e 5G e não deverá participar do leilão marcado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de novas frequências, previsto para o início de 2020.

Em teleconferência a analistas, a operadora informou que espera arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com a venda de ativos, que correspondem a cerca de 70% do seu valor

Leave a Reply